Angioplastia (Artéria Carótida)

 05/08/2021

A estenose (estreitamento) da artéria carótida tem como principal causa a aterosclerose, que se trata do acúmulo anormal de gordura na parede do vaso. O tratamento de tal doença pode ser pela via cirúrgica ou endovascular (angioplastia de carótida).

ANGIOPLASTIA DE CARÓTIDA

A técnica endovascular consiste na dilatação da estenose por meio da colocação de um stent na lesão, com o objetivo de desobstruir a artéria, restaurando seu fluxo normal. Este procedimento minimamente invasivo é feito com anestesia local e simples sedação. O stent é levado até o local a ser tratado por um cateter, introduzido através de uma pequena incisão na artéria femoral, pela virilha do paciente. Um dos principais instrumentos para o sucesso do procedimento é a utilização de um sistema de proteção, que funciona como um filtro, evitando que eventuais placas ou trombos que se desloquem durante o procedimento cheguem ao cérebro. O Drº Paulo Cesar da Neuro interv, foi responsável pela realização da primeira angioplastia de carótida utilizando a técnica de proteção cerebral no Brasil, e possui uma das maiores casuísticas do país. As vantagens da angioplastia de carótida sobre a cirurgia aberta convencional são evidentes, tendo em vista que há considerável diminuição no tempo de duração do procedimento, melhora na qualidade do pós operatório, e redução do risco de infecção, tendo em vista a mínima exposição cirúrgica do paciente.